Líder do MST é morto com várias facadas por companheira

34
Um dos líderes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na região de União do Sul  foi assassinado a facadas pela companheira em local próximo à MT-423, cerca de 15 quilômetros da zona urbana. Cleirto Alves Braga, 49, foi dado como desaparecido, mas após as investigações, a mulher acabou confessando e indicando onde estava o corpo.
Segundo a Polícia Militar de União do Sul, Cleirto era procurado pois já estava desaparecido há alguns dias. Em uma das conversas com a suspeita, que não teve o nome revelado, ela acabou confessando o crime, mas não disse a motivação.
Ela levou os policiais até o local onde o corpo havia sido deixado no final da tarde de sexta-feira (13). A vítima estava enrolada em um lençol em um local às margens da rodovia.
O caso é investigado pela Delegacia de Cláudia (620 km ao Norte), para onde a suspeita foi levada na madrugada de sábado (13). Em seu depoimento ela voltou a confessar o crime. A companheira de Cleirto deve passar por audiência de custódia ainda no sábado.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here