Ministro Dias Toffoli é eleito presidente do STF e do CNJ em votação simbólica

44
Dias Toffoli vai substituir Cármen Lúcia a partir do dia 13 de setembro (Foto: Beto Barata)
Em uma eleição simbólica, o ministro Dias Toffoli foi eleito presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Toffoli vai substituir a ministra Cármen Lúcia a partir de 13 de setembro, pelos próximos dois anos, de 2018 a 2020.
Dias Toffoli foi escolhido por 10 votos a favor e um contra, sendo um voto do próprio Toffoli no seu vice, o ministro Luiz Fux. Sendo assim, Toffoli será o 58º presidente do Supremo.
Após a eleição, Cármen parabenizou os dois eleitos, e desejou uma gestão tranquila. “Para que esta seja uma administração na qual se possa dar continuidade àquilo que é próprio do Tribunal, que é julgar e julgar bem, de maneira eficiente”.
O ministro elogiou o trabalho realizado pela atual presidente da Corte, e afirmou que se por um lado suceder Cármen será um desafio, por outro será “facilitado”, devido a forma tranquila como a ministra conduziu sua gestão, “mesmo com tantas demandas”.
A votação segue o protocolo da Corte, segundo o regimento interno do Supremo, a eleição para o novo presidente deve ocorrer sempre na segunda sessão ordinária do mês anterior do fim do mandato do atual presidente. E a sucessão no comando da corte é feito por sistema de rodízio, sendo eleito o ministro mais antigo que ainda não foi presidente.
Presidente do STF – O mandato do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) ocorre de dois em dois anos, e não existe reeleição imediata.
Ministro Dias Toffoli – Nomeado como ministro em outubro de 2009 por indicação do ex-presidente Lula, José Antonio Dias Toffoli nasceu em Marília (SP) em 15 de novembro de 1967. Graduado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (Faculdade de Direito do Largo de São Francisco), é também professor colaborador do curso de Pós-Graduação da instituição. Foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral de maio de 2014 a maio de 2016, e já presidiu as duas Turmas do STF.
Exerceu os cargos de subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, entre janeiro de 2003 e julho de 2005, e de advogado-geral da União, entre março de 2007 e outubro de 2009. Já publicou dezenas de artigos em jornais, livros e revistas especializadas e representou o Brasil em diversas missões internacionais como presidente do TSE e ministro do STF.
Ministro Luiz Fux – Luiz Fux nasceu em 26 de abril de 1953 na cidade do Rio de Janeiro (RJ). É doutor em Direito Processual Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Foi ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 2001 a 2011 e desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) de 1997 a 2001. Indicado pela ex-presidente Dilma Rousseff, Fux é ministro do STF desde março de 2011 e é o atual presidente do TSE, cargo que deve ocupar até a próxima semana.
Integrante da Academia Brasileira de Letras Jurídicas, o ministro Luiz Fux é professor titular de Processo Civil da UERJ e autor de diversas obras de Direito Processual Civil e Constitucional.(Com informações STF)

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here