Senador decide representar contra desembargador Favreto e deputados do PT

15
(Foto: Divulgação)
O senador José Medeiros (PPS-MT) anunciou  que já nas primeiras horas desta segunda-feira (9) seus advogados vão ingressar com representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que tentou soltar o ex-presidente Lula, cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro, contrariando decisões do próprio tribunal e de cortes superiores como Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ). “O que esse desembargador tentou fazer hoje foi um descalabro para a imagem do nosso País e o CNJ precisa intervir”, disse o senador, que classificou a tentativa de “chicana, manobra sorrateira”.
Ele também promete levar à Justiça os três deputados federais do PT que participaram da armação para soltar Lula. Paulo Pimenta (RS), Paulo Teixeira (SP) e Wadih Damous (RJ), todos do PT, aguardaram o início do plantão de Favreto para ingressar com pedido de habeas corpus. “Os três deputados também precisam prestar esclarecimento, não admitiremos tramoias jurídicas.”, afirmou o senador nas redes sociais.
Parecia tudo combinado: o instrumento foi protocolado apenas 30 minutos depois de iniciar o plantão do desembargador que foi filiado ao PT por vinte anos, período em que foi três vezes secretário de governos do PT, assessorou o ex-ministro da Justiça do governo Lula Tarso Genro e ainda trabalhou na subsecretaria de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, sob a chefa do ex-ministro José Dirceu, no primeiro governo Lula.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here